Fotos e notícias da 1ª Etapa do Campeonato Brasileiro – Nordeste

FOTOS DE DANILO CARVALHO


Velejadores de todo Brasil estão reunidos na Lagoa do Portinho em Parnaíba para a disputa da Primeira Etapa do Campeonato Brasileiro de Windsurf Slalom e brasileiro de Speed.
O slalom é uma modalidade onde os competidores disputam baterias geralmente com 8 velejadores cada e o objetivo é ir a favor do vento passando por varias boias até a linha de chegada. Vence quem chega primeiro. Em cada bateria passam 50% dos que concluem até a realização de uma bateria final fechando a série.
Várias  series podem ser disputadas e quem somar os melhores resultados será o campeão da etapa.
Nesta quinta feira foi a vez do Brasileiro de speed. Uma competição que vence o velejador que obtiver a maior velocidade.
O registro é feito por um GPS duplo que é entregue ao competidor e atado a vela da prancha.
No final Gabriel Brownie do Ceará foi o campeão com a incrível marca de 72 km/h, seguido por Wilhelm Schürmann  com 70,2.
Além dos bons ventos o que mais impressionou os velejadores foi a beleza da Lagoa do Portinho que está em toda sua plenitude após varios anos praticamente seca.
A qualidade da água em contraste com a beleza das dunas forma um visual paradisíaco, afirmou o capixaba Ricardo Conde -bi-campeão mundial Grandmaster na classe Fórmula Windsurf.
 
Dia – 1
Competição de Speed define quem é o velejador mais rápido do Brasil.
Com ventos variando de 18 a 22 nós rolou hoje na Lagoa do Portinho o Campeonato brasileiro de Windsurf na modalidade Speed.
A competição teve início por volta das duas da tarde com cada velejador inscrito recebendo um GPS duplo que foi preso no mastro das velas, e a partir daí tiveram três horas para tentar levar seus equipamentos na maior velocidade possível.
A raia foi montada com uma boia auxiliar que os velejadores deveriam fazer em uma perna mais orçada e aí seguiam para a linha de largada passando por uma boia no meio do percurso e depois arribando forte até um gate bem próximo a margem do lago.
Várias tentativas foram feitas com Gabriel Brownie (Biel) (BRA-6)  sendo o mais rápido com a impressionante marca de 72 km/h. Wilhelm Schurmann  (BRA-999) com seus 74 quilos, para variar surpreendeu cravando 70,2 km seguido por um empate  entre Mathias Pinheiro (BRA-5)  e Jamilson Cunha – 68,4 km, na sequência veio Lucas Trindade (BRA-101) com  66,6 KM e Ricardo Conde (BRA-8)  com 64,8 km.
Mesmo com menos vento do que os dois dias anteriores, praticamente todos os velejadores quebraram os seus records pessoais. Durante o tempo em que a raia ficou aberta os competidores trocaram de velas e pranchas buscando melhor performance. Alguns variaram também suas quilhas. Velas de 7,8 metros e 7,0 foram a maioria, mas pelo que se observou na água a preferência foi pelas pranchas pequenas abaixo de 90 litros.
No final do dia cada um fez um balanço de sua performance e guardou o equipamento com a cabeça nas baterias que começam amanhã por volta do meio dia.
E aí o bicho vai pegar.
Até lá
 
 
 
Dia – 2
Biel (BRA-6) confirma favoritismo e vence todas as baterias no dia de abertura da I Etapa do Campeonato Brasileiro de Slalom.
Mais um dia de muito velejo no paraíso piauense Lagoa do Portinho.
O vento hoje ficou um pouco mais forte do que ontem durante a série de Speed e soprou com intensidade variando de 18 a 22 nós.
Raia colocada, a CR decidiu que seriam baterias únicas reunindo todos os velejadores divididos em duas flotilhas, sendo a 1 a open e a 2 a Sport e feminino.
O local é tão propício para o Slalom  que tanto a CR de largada quanto a de chegada ficaram  em terra e tudo correu muito bem.
Foram ao todo seis séries com o domínio total de Gabriel Brownie (BRA-6), velejador profissional que correu todas as regatas de vela 7,7 e prancha média. Com isso a competição  mesmo ficou por conta da disputa pelo segundo lugar entre o Cearense Mathias Pinheiro (BRA-5) e o Catarinense Wilhelm Schürmann (BRA-999) Sendo que Mathias venceu quatro baterias e Wilhelm duas e com um descarte, apenas dois pontos separam o segundo do terceiro lugar na competição. Na sequência vem o Klayton Silva (BRA-4444) que hoje começou a se encontrar com o equipo. Jamilson Souza (BRA- 408) do Ceará , Lucas Trindade (BRA-101) de São Paulo e Ricardo Conde (BRA – 8) aparecem  na sequência com diferença de 04 pontos entre um e outro.
Na Sport a garotada de Camocim está fazendo a festa na raia com com Jean Rocha em primeiro e José dos Santos em segundo separados por apenas 0,8 pontos.
Vale destacar o sangue nos olhos das meninas Cristina Mattoso Maia (BRA-28) e Rosane Ferreira (BRA-309) que correram todas as baterias com ventos fortes.
A raia esteve perfeita com os bordos bem equilibrados e cada bateria durou cerca de 4 minutos e meio e os pegas foram sensacionais , cada um buscando a sua meta.
Amanhã a “festa” continua e a previsão é de ventos mais fortes.
Então agora é alimentar-se bem e descansar para mais seis baterias de muito windsurf.🙏🏻
 
Dia – 3
Gabriel (BRA-6) vence mais quatro regatas e garante o titulo da etapa em Portinho.
Mesmo faltando ainda três regatas que serão realizadas amanhã Biel não pode mais ser alcançado por Wilhelm Schürmann (BRA-999) que ocupa o segundo lugar e hoje venceu duas das seis regatas .
Com três descartes Biel soma 6,3 pontos e Schürmann 17,4.
Mathias Pinheiro (BRA-5) soma 24 pontos e fica praticamente impossibilitado de chegar no Wilhelm.
Klayton Silva (BRA-4444) aparece em quarto também em uma situação difícil de chegar em Mathias.
Aliás Klayton foi foco das atenções após a regata quando seu mastro agarrou e foram necessárias quase duas horas da galera fazendo força para soltar o two pieces.
A previsão hoje errou pois todos esperavam ventos fracos que exigiriam velas e pranchas grandes.
Mas deu para usar prancha média e vela 7,8.
Ao todo foram feitas 6 regatas sempre muito divertidas sendo que a maior dificuldade era acertar a largada já que naquele ponto o vento começou a ficar bem rajado.
Na Sport os pegas de ontem não se repetiram e José dos Santos abriu 10 pontos de vantagem para Jean Rocha enquanto que no feminino Cristina Mattoso Maia (BRA-28) lidera na frente de Rosane Ferreira (BRA-308).
Amanhã voltamos para mais 3 regatas mas já vai ficando aquela saudade deste lugar mágico perfeito para o windsurf e para apreciar os caprichos de Deus ao moldar a natureza de forma inigualável.
Quem não veio perdeu, mas ano que vem tem de novo… garantiu Joca, o organizador.
Só para registrar. Fez muito bem para o meu ego mandar um terceiro na última bateria em meio a tanta gente boa.
E amanhã tem mais.
 
   
 Dia – 4
Biel vence as baterias finais e confirma título da etapa do Brasileiro.
O dia de hoje repetiu as mesmas características dos anteriores. Raia perfeita, água límpida e morna e os ventos foram ainda mais fortes de 20 a 25 nós.
Três baterias foram realizadas sem alterar muito os resultados de ontem.
No final Gabriel Brownie (BRA-6/CE) foi o vencedor da Open,
Wilhelm Schurmann (BRA-999/SC) foi o campeão Master e segundo geral, Mathias Pinheiro (BRA-5/CE)  foi o primeiro Grandmaster e 3º geral, Ricardo Conde (BRA-8/ES) foi o primeiro veterano e 7º geral.
Na categoria Esporte José dos Santos foi o vencedor e Cristina Mattoso Mais (BRA-28/RJ) foi a campeã feminina da etapa.
 
O retorno das competições de Slalom ao Lago do Portinho após 14 anos mostrou que a raia é perfeita para as baterias podendo abrigar eventos de nível internacional.
Além disto o cenário paradisíaco das dunas, a excelente qualidade da água, a facilidade para montar os equipamentos e entrar e sair da raia completam as condições perfeitas de velejo que ninguém deve perder.
E a boa notícia é que a etapa do ano que vem já esta proposta cabendo só a ABWS confirmar a data e o peso do evento no circuito.
Reconhecimento de todos os velejadores para a boa qualidade da CR, com o Yago colocando as baterias para rodar sem atraso, acertando os ângulos das boias e Bertrand com a velocidade e acerto na liberação das súmulas e nas orientações nos skippers Meetings.
Parabéns a organização do Joca pela atenção dispensada aos velejadores e pela qualidade dos troféus oferecidos.
Ano que vem estaremos de volta………….mas agora as atenções estão voltadas para o Sulamericano e para a II Etapa do Brasileiro de Windsurf Slalom que acontece de 31 de outubro à 03 de novembro em Ponta do Papagaio na cidade de Palhoça em Santa Catarina.
Até lá galera.
Ricardo Conde (BRA 8)




Flávia

ABOUT THE AUTHOR

Flávia